quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Composição das tintas para tatuagem

 A tintas para tatuagens, em sua maioria são feitas à base de pigmentos derivados de metais, o que pode causar alergias. Cada cor empregada na confecção das tintas tem diversos componentes. Seguem alguns exemplos da composição das tintas para tatuagens.
1. Preto:  O carvão é a base do preto e geralmente são relatadas reações alérgicas devido a este pigmento.
Não apresentam metais, mas podem conter fenol - que pode causar alergias em algumas pessoas.

2. Branco: São constituídas de titânio ou óxido de zinco, sustâncias que são potencialmente alérgicas.

3. Vermelho: Esta cor está ligada à maioria das reações de alergia. Este pigmento contém mercúrio e provoca reações mais tardias, após vários dias. Pode ser substituído por carmim, uma tintura feita da carapaça de insetos.

4. Amarelo:Contém cádmio em forma de sulfato, pode causar alergias também.

5. Marrom: É formado por vermelho veneziano (óxido férrico ou sais de cádmio) podem ter reações pela luz.

6. Púrpura e violeta: Apresentam magnésio e podem provocar granulomas (reaçòes alérgicas locais  mais sérias).

7. Verde: Contêm cromo, o que causa descamação e coceita no local da tatuagem que podem inflamar. 

8. Azul: Feito a base sais de cobalto, que pode causar reações alérgicas hipersensíveis que podem também causar granulomas.

Cores como rosa, turquesa, coral podem causar mais reações alérgicas dependendo de seus componentes.

As reações alérgicas são muito características e cada pessoa tem um tipo específico de reação.
*Obs. Não se esqueça de consultar um dermatologista antes de fazer uma tatoo ou mesmo uma pintura corporal. 

15 comentários:

Francinete Bandeira disse...

Ótimo post linda... parabéns pelo Blog... eu não curto tatuagens... mas para quem curte, é preciso tomar algumas precauções e seus Blog está de parabéns por trazer essas informações para os amantes de tatuagem... bjss e fique com Deus.

Destro disse...

E PERDURA O PRECONCEITO CONTRA A TATUAGEM ......AGORA ME RESPONDAM ESPECIALISTAS, O QUE NO MUNDO EM QUE VIVEMOS É COMPLETAMENTE INÓCUO PARA QUALQUER INDIVÍDUO?
A ANVISA REGULAMENTOU TODO O MATERIAL DETATTOO, INCLUSIVE AS TINTAS, ESTARIA A ANVISA "EQUIVOCADA"?
A LACTOSE QUE TANTAS VITIMAS DE ALERGIAS FAZ TAMBÉM NÃO TERIA DE TER SUA IMAGEM DE VILÃO NA SOCIEDADE?
E O INOFENSIVO CAMARÃO?

GOSTARIA QUE FOSSE ESCLARECIDO QUAL SUBSTÂNCIA NÃO APRESENTA NENHUM RISCO DE REAÇÕES ALÉRGICAS?
ULTIMA PERGUNTA:VOCÊS TEM OU PELOMENOS GOSTAM DE TATUAGENS?....ESSA ULTIMA JÁ TENHO UMA CERTA DESCONFIANÇA DA RESPOSTA.....

Bia Acerbi disse...

Oi Destro,
Obrigada por sua visita.
Em absoluto, nenhum preconceito, ao contrário... adoro, ainda vou ter uma!
Aqui cumpro com minha função de pesquisadora em Alergia e Imunologia Clínica, alerto sobre os riscos. Em nenhuma de minhas postagens vc encontrará um conselho sequer contra as tatoos. Apenas sugiro cuidados básicos com a higiene, afinal, sou uma profissional da saúde.
Vc tem td razão... viver por si só já é um risco, só que alguns gostam, mais que os outros, de viverem perigosamente. Para esses... façam o que quiserem com seus corpos e suas mentes... Concorda??

Marlene Santos disse...

Na infância e adolescência tive poucos episódios de alergia que sempre se manifestou de forma leve (alguma coceira e vermelhidão durante poucos dias ou inchaço nos lábios e pálpebras) e desapareceu sem tratamento. Esqueci-me completamente dela. Ano passado, em março, fiz uma tatuagem no braço esquerdo e acredito um dos pigmentos causou alergia (rosa chiclete), parecia estar cicatrizando normalmente (usava apenas a pomada nebacetin) e então fiz uma escova progressiva com o mínimo de formol conforme recomendado atualmente; após a progressiva, a área da tatuagem com o pigmento rosa tem continuado a inflamar e inchar em ciclos de aproximadamente 20 dias, mesmo já tendo cortado todo o cabelo alisado (máquina 6). Já consultei 2 dermatos e um alergologista e até agora os medicamentos injetável: DERMATO1 - Betatrinta 1 dose em 05/09/11 e de uso tópico diprosalic: 09/09/11 a 13/02/12, skimatix 09/09 a 06/11/11, aloax: 09/09 a 05/10/11/ e via oral: enax 03/0 a 16/10/11 e ebastel 17/10 a 10/12/2011 DERMATO 2 – duotrat 14/02 a 02/03/12 e desonol 05/03 a 20/03) e via oral hidroxizine manipulado 30mg de 23/02 a 23/03/12 não surtiram grande melhora, apenas redução de aprox. 50% do inchaço, mas a pel está muito sensível até ao toque da roupa, qualquer pequena batidinha e a pele se rompe em alguns pontos e vira uma feridinha parecida com uma espinha comum. O ardor, o rubor, a coceira continuam em alguns momentos mais à noite e logo pela manhã, quando o inchaço é maior. Dia 23/03 tenho retorno no dermato2, mas confesso ter pouca esperança de tratar e poder manter minha tattoo, será que devo submeter-me ao laser para retirar o pigmento ao qual sou alérgica? Perguntei à alergologista e ela me disse simplesmente que não sabia e eu que fiquei com aquela cara de idiota, agradeci, levantei-me e estou tentando pesquisar e encontrar respostas, pois parece que só a mim interessa um correto diagnóstico e tratamento adequado. Obrigada pela atenção. Marlene.

Bia Acerbi disse...

Oi Marlene,
Muitas vezes o tratamento da alergia é extremamente desanimador. Os médicos ficam desacreditados, pois não conseguem melhoras significativas. Esse fato decorre porquê os vários quadros alérgicos são multifatorias, ou seja, várias substâncias e situaçòes podem levar a sintomas alérgicos. Muito provavelmente os componentes químicos da escova progressiva levaram a uma resposta imunológica exagerada - alergia e o local onde vc estava mais sensível era onde vc tinha feito a tattoo. Lembre-se, na região onde se aplica a tinta ocorre uma pequena inflamação, onde há a fixação da cor. Vc deve continuar com o tratamento prescrito pelo médico, e deve ter muita paciência, pois esse é o primeiro remédio para as alergias. Pergunte ao seu médico, mas não acredito que o laser melhore seu quadro alérgico.
Depois de seu retorno ao médico, escreva-me contando o andamento de seu caso.
Abç.

Marlene Santos disse...

Oi Bia, minha consulta que era em 23/03 foi reagendada para 10/04, enquanto isso, persistem o ardor, a laceração de alguns pontos da pele e uma dor de moderada a intensa nos pontos inflamados. Parei com o desonol 24/03, pois o médico havia recomendado usá-lo apenas por 15 dias, mas anteontem e ontem, além dos demais sintomas, sinto bastante dor e fisgadas em vários momentos, passei somente o hidratante que o dermato recomendou para o período pós desonol (hidratante Ann Loe ) Minha pele está horrível, parece que foi rasgada, com crostas de pele velha amarelada que parece ir soltando bem aos poucos, será que a pele pode voltar ao normal algum dia? Minha tatuagem é no braço, uma fenix colorida, uma das penas da cauda é rosa (único foco de inflamação-infecção-alergia), o desenho desta pena fica sobre o músculo tríceps braquial e termina bem próxima ao cotovelo, agora descobri que o local também “ajuda” a piorar o problema, já que cada mísero movimento força e desloca o músculo. O desonol acabou com minha pele, mas de fato diminuiu a inflamação, hoje estava doendo muito, então passei duotrat que é menos agressiva que a desonol e de fato o ardor e a dor melhoraram um pouco, além disso, a cada duas ou três horas deixo cair um pouco de água fria da torneira sobre o local para aliviar a sensação de pele esturricada, penso em continuar usando duotrat mais uns dez dias para ver se a inflamação restante cede e só depois, começar com o hidratante até voltar novamente ao médico. Se puder tire-me duas dúvidas: 1-posso continuar a fazer compressas geladas sobre o local da inflamação (fico uns dez minutos antes de ir dormir, para aliviar a dor)?
2- posso continuar lavando com protex e secando com papel toalha 2x ao dia, antes de aplicar a pomada (manhã e noite)? Muito obrigada por sua disponibilidade. Tenho fotos de todos os estágios da minha tattoo, não sei se poderiam ser úteis em seu trabalho de pesquisa, se quiser posso enviar algumas para que veja se têm utilidade. Fico feliz em saber que alguns profissionais preocupam-se em atender aos problemas decorrentes da tatuagem, considerados por muitos, como frescura ou "castigo" divino como já ouvi...
Abraços, obrigada. Marlene

Bia Acerbi disse...

Oi Marlene,
Imagino sua aflição!
Não existem estudos conclusivos sobre a relação entre sistema imune/sistema nervoso, mas sabe-se que o estresse potencia as reações alérgicas, então, procure levar o problema menos a sério, procure fazer coisas que vc gosta e tente esquecer... cuide de sua alergia/infecção/inflamação como se vc estivesse passando um perfurme ou penteando o cabelo... como se fosse a coisa mais normal do mundo ter a pele do braço assim.. acredite, ajuda bastante, se vc mudar o foco. Eu não recomendo frio para lesões de pele abertas, mas vc pode perguntar para seu médico e quanto à lavar 2x o local, acredito que possa sim. Lembre-se de perguntar a seu médico tb.
Espero que tudo dê certo. Continue me contando seu caso.
Abç.

Mari disse...

Oi Bia!
Estou com uma dúvida que está me matando, e acho que você pode me ajudar.
Eu sou alergica as substancias 'formaldeido e tolueno' que vao no esmalte, fico comm inchaço, mermelhidão, coceira, e da ultima vez até trancou a minha respiração.
Eu tenho muita vontade de fazer uma tatuagem nas costas.. será que posso ter algum tipo de reação alergica devido a essa alergia de esmalte? os componentes tem alguma ligação?
Muito obrigado!!
e agardo resposta!
Parabéns pelo seu blog, é otimo!Bjs

Bia Acerbi disse...

Oi Mari,
Obrigada!!
As tintas para tattoos têm composição química que varia de acordo com o fabricante. Mas a maioria tem a composição descrita aqui, nesse post. O certo seria vc perguntar para o tatuador, a composição das tintas e comentar com ele sobre sua alergia.
Espero ter ajudado.
Abç.

Marlene Santos disse...

Olá Bia, depois de tanto sofrimento, parece que minha pele está se regenerando, o excesso de tinta foi praticamente todo expulso, inchaço e outros sintomas praticamente desapareceram, a pele está recomposta e não há mais nenhum sinal de inflamação ou infecção (que surgiu próx ao cotovelo, formando várias feridinhas) combatidas com um potente antibiótico. No último mes usei a Diprogenta que melhorou e muito os sintomas que ainda restavam. Agora que praticamente todo o excesso de pigmento foi removido naturalmente, restaram alguns pontos em que parece haver inchaço, no entanto, meu dermato ontem disse tratar-se de "quelóidezinhos" - não sei se ele disse no diminutivo para tentar amenizar minha cara de pavor ou se o que ele quis dizer foi " cicatriz hipertrófica", de qualquer modo, o que pudemos deduzir foi que nos pontos onde a carga de tinta foi mais intensa e profunda, além da alergia e suas complicações houve também a tendência à formação de quelóides, desde ontem estou usando a pomada Clobesol que usarei até 16/06, após esses 20 dias, o médico recomendou usar o spray Kilo Cote e o retornar com ele em 29/06. Mais adiante te conto os próximos capítulos dessa novela. O mais chato é que minhas tattoos futuras, parece que ficarão apenas no desejo... Abraços, obrigada pelas dicas, realmente "desencanar" um pouco como vc me aconselhou aliviou bastante a vida cotidiana.

Marlene disse...

Olá, Bia
aqui estou de novo - e ainda- com minha tattoo de fenix e sua pena que era rosa toda falhada, pois a tinta tem sido expulsa pelo organismo. Embora seja um sofrimento o incha-coça-dói-estica-descama semanal, parece que aos poucos os sintomas vêm diminuindo. Depois de usar Kelocote por um mês o médico me disse que não tenho quelóides (alívio!), passou o Topison para usar 15 dias e alternar com hidratante (An Loe) por uns 10 dias, aí voltar ao Topison de novo por 15 dias... estou no terceiro round dessa alternância... restam poucos focos de coceira e inflamação, pois boa parte da tinta já se foi, meu diagnóstico, finalmente, é dermatite de contato então enquanto houver pigmento há alergia.
Vc pode me tirar duas dúvidas?
Será que é possível que o organismo destrua o pigmento por completo?
Usar o laser nesse momento em que ainda há poucos focos de inflamação é perigoso? Muito obrigada por sua atenção. Abraços, Marlene

Bia Acerbi disse...

Oi Marlene,
A reação alérgica que vc descreve, se foi causada por alguma substância presente na tinta de determinada cor, ela pode persistir sim, enquanto tiver o estímulo (a tinta). E não aconselho a você a fazer a aplicação de laser. Espere até que o processo inflamatório termine por completo e a pele esteja regenerada totalmente.
Abç.

Francine Camargo Egydio disse...

Olá Marlene eu sou discente de um curso de tec em enfermagem gostei mto do seu depoimento e espero que esteja tudo bem com vc ...
Meu tema de TCC será "tatuagens e suas reações alérgicas" e queria saber se posso usar o seu depoimento no meu trabalho.... aguardo contato, Se puder me envie o seu e-mail para que eu possa entrar em contato obrigada pela atenção. Bia você também pode me ajuda Obrigda pela atenção.

Bia Acerbi disse...

Oi Francine,
Vai ser um prazer poder ajudar.

Atçc.

bbb disse...

Olá, adorei o post, se você puder me tirar uma dúvida...Fiz o teste de contato e descobri que tenho alergia às seguintes substâncias: bálsamo do peru; perfume mix; carbamix; thiuram mix; sulfato de níquel. Posso fazer uma tatuagem mesmo assim? Obrigada.